Muitos pais ignoram a importância dos dentes de seus filhos, especialmente dos de leite (também chamados de dentes primários). Alguns pais não percebem que os dentes ajudam em outras funções que não se limitam só a mordida e a mastigação.
Os dentes do seu bebê realizam as seguinte funções:

[list type=”tick”][li]Ajudam a cuidar da alimentação;[/li] [li]Ajudam na fala;[/li] [li]Auxiliam no desenvolvimento normal dos ossos do maxilar e dos músculos faciais;[/li] [li]Contribuem para uma boa aparência ;[/li] [li]Guardam espaço para os dentes permanentes e ajudam a orientá-lo na posição correta.[/li] [/list]

 

Sem dentes saudáveis e razoavelmente bem alinhados, seu filho pode ter dificuldade para mastigar e pode não conseguir fazer uma dieta bem balanceada. se sua boca estiver dolorida porque tem cárie, caiu os dente ou a gengiva está machucada, pode ser que ele não queira comer ou só aceite alimentos líquidos que consiga engolir sem sentir dor. Mas a criança precisa de vários alimentos para ter uma dieta balanceada, e mastigar alimentos de diferentes texturas estimula e exercita as gengivas, além de funcionar como limpeza para os dentes

A primeira etapa da digestão de alguns alimentos ocorre na boca, e a mastigação ajuda a quebrá-los em tamanho de fácil digestão. Se a criança engolir o alimento sem tê-lo mastigado direito, ela pode prolongar o processo de digestão.

Os dentes de seu bebê são um auxilio vital para a fala. Sem dentes saudáveis e razoavelmente bem alinhados, seu filho pode ter dificuldade para formar as palavras com clareza. Pense em como fala uma criança que está começando a perder seus dentes de leite

Assim como os músculos de outras partes do corpo, os músculos do rosto e do maxilar precisam se exercitar para se desenvolverem; se os músculos não estiverem bem desenvolvidos, os ossos do maxilar podem não se desenvolver corretamente. A sucção exercita os músculos do maxilar, da bochecha e da língua. Quando o seu bebê já está grande o bastante para comer alimentos sólidos, a mastigação também exercita esses músculos.

Esse exercício é necessário para essas estruturas se desenvolverem o suficiente para que os dentes de seu bebê nasçam corretamente.

A aparência da criança é tão importante para você agora quanto será para ela no futuro.Nem todo mundo naturalmente tem dentes brilhantes e um sorriso maravilhoso. Seu bebê pode ter tendências hereditárias (por exemplo, a tendência de ter dentes grandes e maxilar pequeno) que afetem a aparência de seus dentes.

Ocorrências durante estágios fetais, como a mãe ter tido febre ou tomado certos medicamentos, também podem afetar o desenvolvimento dos primeiros dentes. Mas você pode ensinar seu filho, desde cedo, a ter bons hábitos de higiene bucal que contribui para uma boa aparência.

Os dentes de leite de seu filho devem durar cinco, dez anos ou mais. Como um dente permanente chega ao estágio de desenvolvimento quando está pronto para nascer (sair da gengiva), as raízes do dente de leite que ele substituirá começam a reabsorver (fragmentam-se e dissolvem-se).

Gradualmente, o dente permanente empurra o dente de leite e toma o lugar que ele estava reservando. Se o dente de leite cai muito cedo, o permanente fica sem orientação para  nascer.

Além disso,os dentes próximos a um dente que já caiu podem ocupar o espaço deixado por ele. Como esses dentes ocupam o espaço que é de outro dente, seus permanentes acabam nascendo na posição errada. O dentista pode recomendar o uso de um espaçador caso a acriança perca um dente de leite muito cedo. Mas o ideal é tomar medidas preventivas no início, de modo que seu filho possa manter todos os dentes de leite até que estejam prontos para cair.

A essa altura, esperamos que você já esteja convencido da importância dos dentes de leite de seu filho.

 

Fonte: https://saude.hsw.uol.com.br/denticao1.htm