Não é porque você não possui mais dentes que não deve fazer a higienização da sua boca. Pelo contrário, assim como os dentes naturais, os artificiais (dentadura) também podem aderir placa bacteriana, tártaro e fungo, causando assim inflamação na sua mucosa e até candidose.
Assim como a dentadura, as gengivas também devem ser higienizadas .

Como fazer a higienização da prótese?

O ideal é que se retire a prótese para dormir, para que haja um descanso da mucosa. Neste momento, você pode usar “aquela” receitinha antiga: Colocar a prótese em um copo de água com uma colherinha de água sanitária. Porém sem exagero, pois pode causar um amarelamento na prótese. NÃO É INDICADO PARA PRÓTESES: metálicas e Flexíveis.

Após as refeições você deve retirar a dentadura para limpá-la com uma escova específica para prótese (que são vendidas em farmácias) ou com uma escovinha de limpar unhas. Existem também nas farmácias produtos específicos para limpar a prótese como o Corega Tabs. (São pastilhas efervescentes para colocar no copo com água e deixar a prótese imersa por 5 min.)

Prótese Flexível- higienizar com escova de dentes de cerdas macias ou escova para prótese, usar detergente neutro.

As gengivas também devem ser higienizadas, mas lembre-se: como uma escova diferente da prótese! A escova para a gengiva tem que possuir cerdas macias, fazendo movimentos de como se estivesse massageando a gengiva. Não pode esquecer de limpar a língua, caso contrário, ficará com mau hálito.

O ideal é que se faça a substituição da prótese a cada 5 anos no máximo.

A dentadura sofre desgastes naturais, os dentes ficam gastos com o passar dos anos, as próteses ficam “frouxas” comprometendo a mastigação segura.

Por isso, visite seu dentista para fazer a avaliação da sua dentadura e da sua saúde bucal!