Afta ou úlcera aftosa recorrente é uma doença comum, que ocorre em 20% da população, caracteriza-se pelo aparecimento de úlceras dolorosas na mucosa bucal, as quais podem ser múltiplas ou solitárias.

CARACTERÍSTICAS CLÍNICAS DAS AFTAS:

AftaAs aftas costumam ser precedidas por ardência e pruido, bem como pelo surgimento de uma área avermelhada. Nessa área desenvolve-se a úlcera, recoberta por uma membrana branco-amarelada e circundada por um halo vermelho.

Essas lesões permanecem cerca de 10 dias e não deixam cicatriz; em geral, o período de maior desconforto perdura por dois ou três dias.

TODAS AS AFTAS SÃO IGUAIS ?
Não. Atualmente são conhecidos três tipos de aftas, sendo a vulgar ou minor, a forma mais prevalente. As outras formas são mais raras: uma delas é conhecida como herpetiforme , porque lembra a manifestação do herpes simplex , apresentando um grande número de pequenas ulcerações superficiais arredondadas e agrupadas que também perduram por cerca de 10 dias; a outra forma é chamada de afta major, que, como o nome indica, produz uma ferida maior ( com mais de um centímetro de diâmetro ), mais profunda, mais dolorida, mais difícil de tratar e que permanece semanas ou, às vezes, meses .

PORQUE AS AFTAS DOEM TANTO ?

As aftas são lesões ulceradas: há exposição do tecido conjuntivo, que é rico em vasos e nervos, o que pode provocar dor. Além disso, o quadro pode ser agravado por infecções causadas por microorganismos do meio bucal.

O QUE CAUSA AFTA ?

Não podemos afirmar que existe um fator etiológico especifico. A literatura aponta uma alteração da resposta imunológica como possível causa primária em alguns pacientes e secundárias em outros. As ácidos presentes na alimentação, os pequenos traumas à mucosa, distúrbios gastrointestinais, o ciclo menstrual e o estresse emocional agem como fatores desencadeantes.

QUAL A RELAÇÃO ENTRE AFTA E A DIETA ?

Alguns alimentos, quando em contato com a mucosa bucal, podem desencadear uma resposta imunológica alterada em certos pacientes, o que provocaria o aparecimento da ulceração. Muitas vezes os pacientes são alérgicos: tem aftas quando ingerem certos tipos de alimentos.

AS AFTAS SÃO CONTAGIOSAS ?

Não, pois não se trata de doença infecciosa . No entanto, há um traço familiar envolvido. Filhos de pais portadores de aftas apresentam chances bem maiores de também sofrerem com aftas.

QUAL O MELHOR TRATAMENTO PARA AS AFTAS ?

Não existe tratamento que seja eficaz para todos os portadores de aftas. Alguns têm uma lesão aftosa uma vez por ano; outros apresentam múltiplas diuturnamente. As medicações de uso sistêmico , como os imunossupressores, são mais efetivas na redução dos sintomas, mas possuem efeitos colaterais indesejáveis, às vezes graves, sendo, por isso, reservada para os casos mais severos da doença, exigindo o acompanhamento atento de um especialista.

Para os indivíduos com quadro clínicos mais leves, a melhor abordagem é a aplicação tópica de anti-sépticos, anti-inflamatórios, anestésicos ou protetores de mucosa, naturais ou sintéticos .O cirurgião dentista deve ser consultado para um adequado diagnóstico e orientação terapêutica