Você sabia que a mordida correta possui um aspecto importante na nossa vida?

 Ela interfere diretamente na saúde e no nosso dia a dia, como por exemplo, a forma como mastigamos os alimentos, respiramos e até mesmo na forma como pronunciamos as palavras. Sendo assim, uma mordida errada pode acarretar em estalos, dores nas articulações da mandíbula, dor de cabeça, dores de ouvido e em casos mais graves até perda de dentes por conta da pressão exercida.

Mas afinal, você sabe qual é o tipo da sua mordida? 

Veja aqui os tipos de mordidas:

Apinhamento (falta de espaço)

É caracterizado por dentes tortos, devido à falta de espaço. Pode estar sendo causado por maus hábitos (sucção de dedo, morder lábio etc).

Diastema (excesso de espaço)

Diastema é o contrário do Apinhamento, ou seja, caracterizado pelo excesso de espaço entre os dentes. Ocorre quando o osso da boca é grande e os dentes pequenos

Prognatismo

Ocorre quando a mandíbula inferior ultrapassa a superior, causando problemas na mastigação e/ou dores na articulação (ATM). Desta forma, o queixo fica em evidência, o que pode prejudicar a parte estética.

Retrognatismo e/ou Protusão Maxilar

É o contrário do Prognatismo, com o maxilar superior maior que o inferior. Pode ocorrer por crescimento excessivo da maxila (superior) ou falta de crescimento mandibular (inferior).

Mordida Cruzada

Na mordida ideal os dentes superiores cobrem os inferiores, na mordida cruzada acontece o inverso. E esses dentes cruzados acabam desviando a mordida podendo causar assimetria facial ou problemas na articulação.

 Mordida Aberta

A mordida aberta é quando não existe o contato entre os dentes superiores e inferiores não permitindo a oclusão correta, dando essa impressão do sorriso estar aberto.

Mordida profunda ou sobre mordida

A mordida profunda ocorre quando os dentes da arcada dentária superior cobrem de maneira exagerada ou total os dentes inferiores. Considerada um tipo de má oclusão, esse problema é muito comum em crianças, mas também pode afetar adolescentes e adultos.

Tratamento para os tipos de mordida

O primeiro passo para o tratamento é agendar uma consulta para que seja feita uma avaliação sobre o seu tipo de mordida. Após a avaliação clínica e a análise das radiologias, será possível descobrir o seu tipo de mordida.

Na maioria dos casos é possível tratar os tipos de mordidas com Aparelhos Ortodônticos. Mas em casos complexos, onde não é possível obter resultados com a Ortodontia, a cirurgia ortognática pode ser indicada.

Ficou na dúvida ou já sente dores e desconfia que pode ser por conta da sua mordida?  Marque já uma avaliação com um dos nossos Ortodontistas e venha nos conhecer!

Compartilhe essa informação com os amigos e familiares.